C3 CryoSystem

C3 CryoSystem para crioterapia: o nervo é “congelado” para aliviar a dor

O C3 CryoSystem da Inomed permite praticamente “congelar” a dor com a crioterapia (criolesão).
Dor é um sintoma para o qual os seres humanos têm procurado uma opção de tratamento desde o início da história. Dor aguda, bem como a crônica, tem sido um grande desafio para os pacientes e seus médicos. O efeito de alívio da dor pelo frio tem sido utilizado pelo homem desde tempos antigos.  Escolha o C3 CryoSystem para crioterapia e seja beneficiado com tecnologia de ponta.

Dor crônica resistente ao tratamento na região da coluna vertebral é uma das principais indicações de crioanalgesia (crioterapia) e, portanto, é a principal área de aplicação do C3 CryoSystem da inomed. Mesmo quando tratamentos medicamentosos da dor ou tratamentos injetáveis para dor lombar crônica não trazem alívio; procedimentos neurodestrutivos, tais como crioterapia e termolesão podem trazer esta solução. Ao interromper as vias de condução da dor (criolesão), eles oferecem uma alternativa eficaz para o alívio do paciente. As criosondas da Inomed permitem uma aplicação direcionada do efeito de resfriamento sobre um nervo periférico.

O princípio básico da crioterapia (criolesão) é a localização exata do nervo afetado sob exame visual com estimulação elétrica. Em seguida, o nervo é congelado de um a dois minutos a aproximadamente – 60 °C. O congelamento provoca uma axonotmese no nervo sendo tratado, mas o tecido conjuntivo permanece intacto e permite a regeneração do nervo. Não há risco da crioterapia para os nervos responsáveis pela atividade motora e sensibilidade.

A principal indicação para crioterapia é a dor crônica resistente ao tratamento na região da coluna vertebral, mais comumente síndrome facetária lombar.

Após alívio significativo da dor com duração de até vários meses, procedimentos adicionais de tratamento, tal como fisioterapia, podem garantir alívio. O procedimento de crioterapia (criolesão) pode ser repetido a qualquer momento com base em indicações médicas; por exemplo, com desnervação facetária.

Principais aplicações

  • Síndrome facetária
  • Síndrome pseudoradicular pós-nucleotomia (dor irradiante após cirurgia de disco)
  • Dor discogênica sem hérnia de disco (prolapso do núcleo pulposo)
  • Coccigodinia (dor no cóccix)
  • Dor pós-toracotomia
  • Neuralgia intercostal primária e secundária
  • Síndromes de dor relacionadas a neurinoma

Características

  • Intuitivo e fácil de usar
  • Navegação amigável do menu
  • Opcional: todo o processo de tratamento para crioterapia com documentação pode ser feito com o pedal
  • Estimulador elétrico integrado
  • Resultado excelente de congelamento com criolesão (crioterapia)
  • Controle automático e regulação de todos os parâmetros relevantes, tais como o fluxo de gás e pressão
  • Procedimento automático de limpeza
  • Gestão do paciente
  • Criação de um relatório de tratamento com comentários
  • Documentação para todas as funções utilizadas, tal como estimulação e congelamento
  • Leitor de código de barras para identificação do paciente
  • Comunicação de dispositivos via USB
  • Importação e exportação de dados
  • Impressora a laser